terça-feira, julho 20

Posso?


9 comentários:

Gil disse...

Meu amigo,
não há nenhum segredo especial para as pessoas gostarem de si quer pessoalmente quer politicamente.
Basta para isso ser boa pessoa ou bom político.
Provavelmente está completamente nas tintas para esta banalidade que acabei de dizer.
Se assim for este post só tem a pretensão de gozar com os leitores deste blog e com aqueles que ainda se esforçam por não fazer comentários pessoais sabendo que não serão publicados.

O disse...

Oh homem diga lá o que tem a dizer!

SPC disse...

Depois de tanta discussão sobre a pluralidade deste blog, do esquecer o passado (o que eu não faço) e elevar a discussão do que realmente interessa a este concelho calha-nos um comentarista destes?

Pois é Sérgio. Acho que convidou e autorizou um "elefante branco" (tem de ser entre aspas para evitar processos) a "postar" aqui!

Faltam-lhe as palavras, ficam-lhe os desenhos!

Haja paciência

Ricardo disse...

venho por este meio comunicar que devido à falta de tolerância e cultura de base reveladas por alguns dos comentários feitos neste blog deixarei de participar com a minha opinião! Porque numa sociedade plural todos temos direito a exprimir-mos a nossa opinião, não posso e não vou compactuar com este tipo de comentários e ataques pessoais! Poste este comentário se o entender, caso contrário fica a conhecer a minha opinião, como foi consagrado a 25 de Abril de 74!

O disse...

Não discuto as eventuais qualidades ou os eventuais defeitos do Sr. Bruno Carvalho, mas não tenho dúvida alguma que em termos políticos e de acção pública pela comunidade é uma nulidade autêntica.
Pode ser bom profissional ou não na sua actividade (também não discuto isso), mas mesmo em termos de comunicação com as pessoas achasse acima de muita gente (basta lembrar a sua atitude de sobranceira quando era vereador no poder).
O Sr. Bruno Carvalho tem a sorte de o seu pai ter sido o mais fiel servidor de Fátima Felgueiras. Ela pagou essa dependência com uma colocação do filho dele. Há tanta gente mal aproveitada neste mundo só porque é de origem social difícil.
O Sr. Bruno Carvalho quando era vereador no poder utilizava o dom de Dr. nos ofícios da autarquia sem ser, pelo menos, licenciado. Só por isto está tudo dito.
O Sr. Bruno Carvalho é daquelas pessoas que se dão mal quando não estão no poder, seja lá quem esteja a nível partidária.
Portanto, não percebo o convite que o Sr. Sérgio Martins fez ao Sr. Bruno Carvalho para comentador. Qual analista que mal sabe redigir uma carta!...
O Sr. Sérgio Martins devia ter convidado o Dr. Lemos Martins. Esse sim: é, no momento, a avoz mais autorizada do Movimento Sempre Presente.

Pedro Azevedo disse...

Não entendo porque levo sempre com o "lápis azul".
Continuam sem publicar os meus comentários o que acho lamentável.

Se não querem que comente, por favor digam. Sem ressentimentos!

SPC disse...

Ó ricardo

Quando era pequeno os alguns dos meus amigos também faziam isso.

Quando estavam a perder ou não gostavam do jogo pegavam na bola (que era deles) e iam embora.

Os argumentos eram tão válidos como os seus.
A bola (neste caso a escrita) é sua logo faça o que entender!

Gil disse...

Por favor RICARDO, não faças isso!
Tu és muito preciso e precioso e tolerante.
Como nunca mais vens ao blog, provavelmente não estás a ler esta mensagem. Pena.
Peço a todos os que conhecem o RICARDO para o convencerem a voltar.
RICARDO! RICARDO! RICARDO!

smartins disse...

Caro Pedro Azevedo,
Sabe que está a faltar à verdade. Apenas não publiquei um comentário seu, por se basear num ataque pessoal (indecente, diga-se) e sem conteúdo que valorizasse a discussão.