quinta-feira, junho 17

Apenas Abril - 1 e não 25


Fui chamado a atenção por um amigo do post que eu aqui coloquei no dia 14 com o título "O prometido é devido", pois 14 de Junho não é 1 de Abril.

Realmente ele percebeu logo, que o post só podia ser brincadeira de 1 de Abril, pois das iniciativas lá atribuídas ao actual executivo, nem sequer uma se verificou nestes 7 meses.

Ele referiu-me também, que percebe perfeitamente o humor que utilizei, pois realmente muitos já perceberam que o fenómeno que aconteceu em Felgueiras no dia das últimas eleições autárquicas, a que quiseram colocar o rótulo de revolução do povo, ou seja 25 de Abril, afinal é o engano do povo, ou seja 1 de Abril.

De qualquer forma será sempre Abril, e enquanto assim for, para os que têm convicções, coragem e determinação, será sempre 25. Para aqueles que gostavam de ter convicções, coragem e determinação, mas apenas têm inveja e um profundo problema de afirmação social, será sempre 1.

5 comentários:

smartins disse...

Caro Bruno,
Independentemente das críticas há um facto que não pode confundir. O legítimo poder de governar que esta maioria PSD/CDS obteve nas eleições, mão foi fruto de um engano, foi fruto de uma vontade de mudança, de alternativa a uma forma perpétua de mal governar o concelho. A avaliação final só será feita nas próximas eleições, até lá, vamos ser objectivos.

Bruno Carvalho disse...

Caro Sérgio

Obviamente que quando usei liberdade e engano estava a relacionar com 25 de Abril e 1 de Abril.

Mas quanto a ser objectivo, numa coisa fui: é que não cumpriram em 7 meses nenhuma das promessas que eram cabeça de cartaz na campanha e que eram as primeiras a resolver.

Margaride disse...

Mas caro Bruno,

O que terás a dizer sobes esta noticia:

http://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Porto&Concelho=Felgueiras&Option=Interior&content_id=1594941

in JN "Quatro mil estão sem médico em Felgueiras"

Apenas a tua opinião, pelo facto de termos chegado a esta situação

Bruno Carvalho disse...

Caro Margaride

Como sabe discutimos esta questão cara a cara na última reunião de Câmara..

De qualquer forma, o que posso dizer é que aquilo que era e é competência do Município foi feito: construção e requalificação dos novos centros de saúde (últimos exemplos: Barrosas, Santão, Jugueiros - sim eu sei que não sabia porque nem foram inaugurados oficialmente).

Quanto aos médicos, como sabe é competência da administração central. Agora será um bom desafio para este novo executivo: porque não aceitar a transferência para o Município (tal como na educação) na área da saúde dos médicos e enfermeiros e assim passar a ser o Município a assumir a sua contratação?

Agora uma coisa é certa. Não é com simples birras e votos de protesto que se resolvem estes problemas...

SPC disse...

Ó sr. bruno
Foi preciso um COMENTÁRIO seu ao seu próprio COMENTÁRIO (de 17 de Junho) para originar COMENTÁRIOS ao seu primeiro COMENTARIO!

Não subestime o sentido de humor ou inteligência dos leitores desse COMENTÁRIO. Se estiver mais atento poderá reparar que o único COMENTÁRIO ao seu COMENTÁRIO é de uma inteligência terrível pois quem escreveu sabia para quem estava a escrever.

Por último, isto dos “amigos” que lêem os textos e não deixam COMENTÁRIOS mas que o alertam para interpretações incorrectas soa um pouco a desespero.
Não acha?

O que se espera de um blogger são opiniões com sumo não este tipo de intervenção a chamar a atenção aos COMENTÁRIOS ignorados.

Boa fruta a todos