segunda-feira, março 1

Educar alguns...

Quem teve oportunidade de cumprir o serviço militar, de forma obrigatória ou como voluntário, antes de praticar na carreira de tiro, aprendeu a usar a arma na teoria passando depois à prática. Uns usam-na de forma correcta seguindo as normas de segurança e o bom senso. O mesmo deveria ser feito com a liberdade de expressão. Há quem precise de manual de instruções para usar a palavra, para debater ideias e para exercer a “liberdade de expressão”, que não inclui insultos, difamação e, acima de tudo, a demonstração de uma vontade muito grande de calar. Por isso, este blogue só publica os comentários depois de eu os ler. Não se censura, trata-se de educar.

4 comentários:

Armindo Mendes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Armindo Mendes disse...

Caro Sérgio, não posso estar mais de acordo.
Lamento muito que alguns “anónimos” usem este espaço apenas para agredir, insultar e difamar, com o óbvio propósito de intimidar quem aqui escreve regularmente.
A esses faltam três coisas elementares: Educação, formação cívica e respeito pelas opiniões divergentes.
Por isso, não respondo a esses impropérios, mesmo quando directa e pessoalmente sou visado.

lixense disse...

Não deverá confundir a crítica como um qualquer acto intencional de má compreensão da vida...
Saber aceitar a crítica como forma de crescimento é uma atitude elevada.
Educar alguns!?...
Eu faço a mesma pergunta!

Lopes,Lixa

smartins disse...

Caro Lopes,
Nós, e julgo falar em nome de todos os que fazem parte deste blog, defendemos a crítica e a diferença de opiniões. Mas do que falo aqui é de outra coisa. Quando se visam pessoas e não as suas ideias ou opiniões, quando, por se dizer bem, se é acusado de querer tacho e quando se diz mal é porque é um ressabiado. Isso são ataques pessoais, não discordância de opinião até porque a grande maioria dos comentadores não dá a sua opinião, limita-se a ofender quem aqui livremente opina. É tão simplesmente disto que se trata.