quarta-feira, janeiro 13

A despropósito....

A forma como alguns pretendem avaliar os escritos de outros é redutora, mesquinha e só revela o quanto a competência e trajecto de alguns os preocupa, em contraste com a sua "magnificiência". Além da avaliação dos escritos a forma como reagem à opinião dos outros é reveladora do seu estado democrático, e abertura à crítica, mas...

... Não vale é a pena, ao mesmo tempo, tentar estar de bem com Deus e com o Diabo. Além disso...

...Convinha que os escritos fossem tão coerentes com os actos e gestos que não deixassem abertura, o que convenhamos é difícil... Basta aos leitores estarem atentos para perceber isso...

...E sobre isso até já escrevi um texto de opinião no jornal Expresso de Felgueiras, onde mantenho uma colaboração desde o seu primeiro número (e já lá vão quase 4 anos, contrariando as intenções de vários e as pressões que tentaram exercer junto do seu director ), onde apresentei pontos de vistas sobre estranhos alinhamentos, por exemplo nas eleições de 2009 em contraste com actos eleitorais passados. Mas...

... Parece-me a mim e a muitos é que existe uma tentativa de mexer e agitar as águas neste blog. Tentar causar desgaste nos seus participantes pelo risco que as opiniões aqui vertidas possam causar. Se não gostam das nossas opiniões, se não apreciam a nossa forma de escrever, se estamos desajustados e não merecemos credibilidade porque se preocupam em vir cá ler o que escrevemos e comentar com linguagem ofensiva e expressões no mínimo despropositadas?...

Saudável seria uma discussão honesta e construtiva! Serena e responsável!... Mas...

... A alguns isso não dá mesmo nada jeito!

2 comentários:

fatimo disse...

Eu gostaria de perguntar ao Sr. Dr. Hélder Quintela a quem é que ele se refere. É que eu li o seu escrito mas fico sem perceber o que se passa. Afinal já que os Srs tem a coragem (tiro-lhes o chapéu) de escreverem sem se esconderem, porque é que escondem os nomes daqueles a quem se referem?

J.Afonso disse...

Eu cá acho que vocês dão demasiada importância: aos anónimos e a vocês mesmos.