sexta-feira, novembro 19

Casa das Artes e a alegada falta de capacidade deste executivo...

Caro Sérgio, não faço ideia do que estará por detrás da não abertura da Casa das Artes.
Aliás, creio que a maioria dos felgueirenses também não.
De qualquer forma, como munícipe, não deixo de lamentar que um equipamento com aquela importância, que implicou um investimento tão avultado do município, continue de portas fechadas, apesar de praticamente pronto há cerca de um ano.
Independentemente da possibilidade do actual executivo ter herdado situações por resolver da anterior gestão, é incompreensível que, após um ano mandato, não tenha ainda sido possível reunir condições técnicas e logísticas para abrir a Casa das Artes aos felgueirenses, o que indicia, no mínimo, incapacidade política para resolver uma matéria tão importante.
Quem manda não pode passar tanto tempo a justificar a sua inacção com os problemas herdados do passado. A NE foi eleita para os resolver e introduzir uma nova dinâmica à gestão autárquica. Se fosse para ficar tudo na mesma, os felgueirenses não votariam como votaram.
Mas, tão grave quanto isso, é que os felgueirenses não são informados do que se passa, o que também não é novo face ao que vigorava com Fátima Felgueiras, que gostava pouco dos órgãos de comunicação social.
E assim Felgueiras continua sem ter qualquer actividade cultural visível promovida pela autarquia, o que parece ser um triste fado do nosso concelho, cujos autarcas têm revelado ao longo dos anos uma confrangedora capacidade neste domínio. E, caro Sérgio, os actuais nada de novo trouxeram, a fazer fé neste primeiro ano de ostracismo cultural.

2 comentários:

Ricardo disse...

caro armindo mendes,

concordo, em parte, com a sua análise! Os anteriores executivos, ao contrário do que disse, preocupavam-se com a cultura! Se tal não fosse verdade não teriam investido nesta Casa das Artes, em Pombeiro, em Sendim, na Rota do Românico do Vale do Sousa e em actividades culturais. A NE, no meu ver, está mais preocupada em denegrir o passado do que em apresentar trabalho próprio! Passado um ano apenas temos assistido a uma má gestão da herança, a uma arrogância nunca antes vista, a atrasos em licenças e nota-se nos corredores da câmara um total desânimo por parte dos funcionários que começam a procurar outras alternativas de trabalho, em outras câmaras! Impera um sentimento de desconfiança, um total desconhecimento de gestão da máquina autárquica e um gasto desmesurado em publicidade e auto-promoção! Continuamos sem ver projectos, candidaturas e investimento e assistimos à descredibilização do nosso concelho perante as autarquias limítrofes e mesmo junto do Governo! Assistimos também a um aproveitamento do trabalho de outros e até mesmo dos empresários locais! Felgueiras precisa de um dinamismo diferente do actual!

smartins disse...

Obrigado Ricardo pela participação.
Agradeço que disponibilize no seu perfil o e-mail, como forma de contacto.