quinta-feira, novembro 12

Se o Ridículo Matasse….

Um pouco contra a minha vontade estive ausente desde sábado, 7 de Novembro.

Regresso e espanto-me com determinadas reacções ao meu comentário a respeito da brutal prova de ignorância do Sr. Dr. Vereador (sem pelouro) Dr. Bruno Carvalho, Dr., em relação à Língua Inglesa. O facto não é discutível. Há um erro e o mesmo tem, somente, de ser admitido e apreendido, para que não se repita.

Qual foi a reacção? A do costume.

O Sr. Dr. Vereador (sem pelouro) Dr. Bruno Carvalho, Dr. tenta matar o mensageiro! Não admite o erro nem o emenda. Atira-se ao mensageiro.

O Sr. Dr. Vereador (sem pelouro) Dr. Bruno Carvalho, Dr. meteu-me em Tribunal por supostas calúnias. Pese embora o facto de eu ter tentado resolver o caso com uma conversa, tal nunca foi possível porque o dito Sr. Dr. não abdicava do alto castigo que me esperava. O caso foi encerrado (arquivado) na Abertura de Instrução. O Sr. Dr. Vereador (sem pelouro) Dr. Bruno Carvalho, Dr. perdeu! Fiquei, até hoje, sem saber se o dinheiro pago ao seu Advogado (mais custas judiciais) foi reposto pelo Sr. Dr. Vereador (sem pelouro), ou não. Mas fiquei a saber que o dito Sr. Dr. Vereador (sem pelouro) nunca teve, para comigo, uma palavra a pedir desculpas por me ter injustamente acusado, tal como determinou o tribunal.

O problema do Sr. Dr. Vereador (sem pelouro) Dr. Bruno Carvalho, Dr. é ter pela sua própria pessoa um amor desmesurado. Não admite que se brinque com ele, que se lhe aponte os erros, as vaidades, as inverdades. Não o admite nem a ele próprio porquanto nem o salutar acto de se rir de si próprio cultiva. E isto é o que me assusta numa pessoa: a incapacidade de se rir de si próprio. É que eu não confio em ninguém que não saiba rir-se de si próprio.

Quanto ao “cursozinho” e ao “cursinho” dizem-me que ambas as palavras são aceitáveis. Caso não o fosse, teria agradecido a chamada de atenção e corrigiria. E daria uma gargalhada pela “argolada”! Afinal o que é a vida sem uma boa gargalhada!??!

4 comentários:

smartins disse...

A mim o que me parece, é que isto é uma discussão absolutamente sem nexo, sem conteúdo, que não serve para nada. Corrijo. Serve apenas para o achincalhamento, para o gozo e com isso, desculpem, eu não colaboro.

Anónimo disse...

pcr tenha juizo e explique porque se demitiu da assembleia e depois aparecia as sessoes.
explique porque e que as suas intervencoes eram apenas momentos humoristicos e de gozo.

pcr disse...

Muito simples:
Assembleia Municipal: como único eleito pelo CDS ficou combinado que o Partido "rodaria" os primeiros 4 da lista. 1 por ano.
Ao fim de 1 ano a Nº 2 não quis assumir o lugar. A Nº 3 estava a estudar fora.... assumi um segundo ano e informei que, de facto, saíria no final, Sempre fui asim, agarrado ao poder... Como não aparecia substituto... fui-me!
2.As intervenções: quem ia às AM, naqueles tempos, sabia como funcionava: com ou sem razão ganhava sempre o mesmo.... maiorias! A única forma de "chatear" era brincar com assuntos muito sérios, colocando alguns ao rídiculo.... de nada valia ter razão! Foi assim com a Piscina olímpica (lembram-se?), com a ZI de Várzea (que, tal como escrito em acta, acabou num negócio imobiliário...), com os Parques de estacionamento subterrâneos (uma fortuna paga ao Siza Vieira), com o FCF, etc...
Quanto a assistir às sessões: sempre que possível (quando estou por Felgueiras) e há AM passo por lá. Sempre tive, e continuo a ter, muitos amigos por lá. Para além disso há determinados assuntos que me interessam. E como se não bastasse, é um direito que me assiste. Também compreendo que provocava alguma azia a uns poucos.... mas isso resolve-se com kompensan...
É assim! Sempre dei a cara e o poder e os cargos políticos nunca foram um fim, antes uma obrigação.Ou não fosse eu do CDS!
Já agora convém dizer que fui o primeiro eleito do CDS após muitos anos de jejum.

AHHH! E também adoro o cheiro do napalm pela manhã!

CS disse...

estive com o PCR na concelhia do CDS durante dois anos e por muito que não gostem dele a verdade é que salvou o CDS da extinção em Felgueiras. A capacidade de influência que o CDS hoje tem em Felgueiras deve-a em grande parte ao trabalho do PCR. E o que irrita alguns é que ele mostra como a política deve ser feita: com discussão, com humor e sem ressentimentos. Por isso é que tem amigos em todos os lados. Isso nem qualquer um pode dizer o mesmo.

E para que conste o PCR foi presidente do CDS de 1999 até 2001 e esteve na Assembleia Municipal de 2001 até 2003... Até parece que foi muito mais tempo.... parece que esteve lá 20 anos..... mas só esteve 2! É que quando se é bom não é preciso andar na política uma vida!